E se fosse a última vez?!


Hoje tinha programado publicar dois posts: um de beleza e outro de moda, mas esta não de longe a melhor altura para o fazer.
Não tenho palavras, acordei de manhã vou ao Facebook, e o feed estava inundado de notícias, fotos, testemunhos do incêndio em Pedrógrão Grande, é impossível ficar indiferente, não sentir dor, acordar assim foi o suficiente para passar a manhã e tarde inteiras na cama.

Imaginar todo o sofrimento das populações, das pessoas que tentaram escapar dos seus carros ou casas e acabaram por ser consumidas pelas chamas, por todos aqueles que sacrificaram a sua vida para salvar outras tantas, pessoas que perderam as poupanças de uma vida e daqueles que perderam os amigos e família... É simplesmente horrível..

Infelizmente, tal como a maioria das pessoas, estas tragédias fazem-me a refletir. De tudo o que li, houve uma notícia e um testemunho que me tocaram particularmente: o de uma avó com a neta ao colo que morreram carbonizadas e o testemunho de uma rapariga que perdeu os avós no incêndio, enquanto estes tentavam escapar, numa visita de fim de semana à terra do avô. Foi impossível conter as lagrimas, e se tivesse acontecido comigo?! Se há pessoa na minha vida que dava tudo para ser eterna é a minha avó, que tanto me ensina, que sempre me incentivou a lutar pelos meus sonhos e nunca deixar que ninguém me dissesse que não ia ser capaz, ensinou-me a não estar satisfeita com o que sei, que o valor da vida está em amar e ser amado, praticar sempre o bem e a viver todos os dias da minha vida como se fosse o último.

Este último ponto fez-me refletir, querendo ou não vivemos num mundo de incerteza, hoje estamos muito bem a beber café com uma amiga, namorado ou família e amanhã essas pessoas podem não estar connosco, sei que não é bom passarmos a vida a pensar nisto, mas é bom termos noção. Quantas vezes demonstramos a quem temos amamos o nosso amor e carinho? quantas vezes agradecemos por fazerem parte da nossa vida? quantas vezes dormimos de costas voltadas com alguém?. Já repararam que as pessoas mais velhas dizem muitas vezes: "Se voltasse atrás tinha feito x, y, ou z", a verdade é que no final só nos vamos arrepender do que não dissemos, do que não fizemos, das oportunidades que tivemos e não agarramos. O tempo infelizmente não para e hoje temos tudo amanhã podemos ter nada.

Por fim... vamos ajudar quem precisa, quem sacrifica a sua vida, não custa nada juntar um grupo de amigos/as, ir ao supermercado e comprar barrinhas de cereais, águas, enlatados, leite, sumos, compressas, água oxigenada etc.. Não custa nada abdicarem de comprar uma blusa, uma ida ao cabeleireiro, um maço de tabaco, se fumarem, para ajudar, quem arrisca tudo em prol da população e serve o país, se quiserem ajudar as vítimas, liguem para o 760 100 100, não custa nada ajudar, do pouco podemos fazer muito!




CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário