Somos escravas dos padrões de beleza?



Olá a todas, o post de hoje é um pouco diferente do habitual, é um pequeno desabafo. Nos últimos tempos, tenho ouvido praticamente todos os dias coisas como "Já não me consigo ver sem maquilhagem, sou horrível".
Não devemos de nos olhar ao espelho e amarmos o que vemos sem nada no rosto?! Porque temos de por a nossa confiança em produtos?!
A maquilhagem, não deve ser vista como algo que nos faz bonitas, mas sim como algo que valoriza os nossos pontos fortes, como por exemplo as maçãs do rosto, os olhos, o sorriso, sem máscaras e exageros. Todas nós temos dias maus, acordamos com olheiras terríveis, porque estivemos a trabalhar ou a estudar até mais tarde ou então porque cometemos alguns excessos na noite anterior (Quem nunca?!), ou tivemos uma crise terrível de acne, ou eczema... Faz parte da vida, praticamente todas nós já passamos pelo menos por uma situação dessas uma vez na vida.

A verdadeira beleza é aquela que vêm de dentro, é aquela que está estampada no nosso sorriso, são as nossas atitudes, beleza é confiança. Do que nos serve estarmos com a cara cheia de produtos, produzidas, se ao final do dia, quando retirarmos a máscara se nos sentirmos vazias por dentro?

Já repararam que nós raparigas, quando temos o cabelo encaracolado, queremos tê-lo esticado e quando temos o cabelo esticado, ou quando temos o cabelo esticado morremos de desejo de o ter encalado, nunca estamos felizes com aquilo que temos, passamos a vida a rebaixar-nos.

Passamos a vida em busca de padrões de beleza estabelecidos pela sociedade, que por sua vez estão sempre a mudar, se há uns anos o que era sensual, era um corpo sem curvas, não se lembram das modelos na década de 90?! quando começaram a disparar os casos de anorexia nervosa? hoje o que é considerado sensual é um corpo com curvas.

Algo que tinha muitos complexos há uns tempos era com o facto de ter a anca larga e a cintura muito fina, e é algo que tenho aprendido a tirar partido,
Se há algo que tenho aprendido a aceitar em mim, é o facto de ter a anca larga, sempre foi algo que tive muitos complexos, mas nos últimos tempos tenho aprendido a tirar partido disso, há roupas que me ficam bem a mim, que não ficam a outros tipos de corpo.

Sejam vocês mesmas, quem vos ama, ama-vos pelo que vocês são. Não sejam escravas, esta escravidão assassina a nossa auto-estima, produz uma guerra contra o espelho. Se quiserem mudar algo em vocês, mudem para se sentirem melhor, com mais saúde não para estarem dentro de um molde que a sociedade exige. Não se esqueçam que tudo o que vêem nas revistas televisão, tem como finalidade o consumismo.

Espero que este pequeno desabafo, vos tenha sito útil.

CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário