Onde Estão os Direitos Das Mulheres No Séc.XXI ?


Se há algo que não consigo ficar indiferente, e me tem preocupado cada vez mais é o papel e a liberdade da mulher na sociedade contemporânea .
Nos últimos tempos, os direitos da mulher têm sido postos em causa, desde a eleição do Trump, que tanta manifestação tem gerando, às multas pela amamentação em público e até ao facto da violência doméstica deixar de ser crime na Russia, apesar de servir para os lados, todas nós sabemos que o índice é bem mais alto nas mulheres.

Não consigo mesmo ficar indiferente... não consigo. Este é um retrocesso enorme nos dias de hoje. Durante milhares de anos, as mulheres lutaram pelos seus direitos, e no meio desta longa caminhada pela igualdade de direitos, voltamos a ver  implementadas várias medidas machistas, assistimos à inferiorização mais uma vez da mulher, o que é mais que vergonhoso. Porque temos de ser o sexo frágil?! Alguém me explica?!

Ninguém tem o direito de nos violar e de nos humilhar quer seja a nível físico ou psicológico, não somos propriedade de ninguém. Não devíamos de ser donas do nosso próprio corpo, sem ninguém ter de no dizer o que fazer com ele, ou como nos devemos de vestir?! Não somos objetos que os homens se lembram que existem quando querem sexo (desculpem a sinceridade).
Porque é que assistimos ainda a uma diferença nos salários, entre homens e mulheres que desempenham a mesma função e com produtividades iguais?!! Em Portugal continuamos a assistir a isto. Quantas vezes as opiniões, vivências ou ideias não são desvalorizadas simplesmente pelo facto de sermos mulheres?! Quando a diversidade de ideias e opiniões é algo enriquecedor, não só para empresas mas para o mundo.


A pressão que os media exercem nas mulheres... Para sermos "bonitas" temos de usar um 34/36, temos de estar sempre arranjadas, ter o corpo tonificado, os olhos de x cor.... Somos formatadas para ser exteriormente bonitas e então o carácter?! a inteligência?!

Quantas vezes mulheres bonitas não são consideradas burras, ou são vitimas de assédios?


Não sou defensora que as mulheres são mais que os homens, defendo a igualdade de direitos, e hoje acredito que é necessário continuar esta luta, porque ainda existem muitas desigualdades. A união faz a força, várias foram as marcas como a Chanel, a Dior que se unir por esta causa: a defesa dos nossos direitos.

Lutar pelos nossos direitos é muito mais que uma manifestação na rua, é entre-ajudarmo-nos, pararmos de julgar as pessoas porque não tem o corpo perfeito, ou não tem isto a mais ou a menos, vocês sabem as mulheres são tramadas. Ajudar no sentido de lutarmos contra a violência doméstica, apoiar as vitimas, não no sentido da "pobre coitada", mas no sentido " tu és forte, eu estou aqui e juntas vamos lutar", unirmo-nos contra as desigualdades, não deixar que um homem nos diga que estamos bonitas, para nos sentirmos bonitas. A nossa auto-confiança tem de vir somente de dentro de nós e de mais ninguém.

Não vamos deixar que haja um retrocesso!!!










CONVERSATION

0 comentários:

Enviar um comentário